sexta-feira, 30 de junho de 2017

Carta aberta

MANIFESTO CONTRA A MANUTENÇÃO DO ATUAL GOVERNO FEDERAL
      
O Grupo de estudos “Subjetividade no Pensamento Contemporâneo” vem a público manifestar-se contra a manutenção arbitrária e ilegítima do atual chefe do executivo federal brasileiro, com a anuência das casas legislativas e a conivência do poder judiciário. Em seu quinto encontro, o Grupo Subjetividade no Pensamento Contemporâneo dirige-se à comunidade acadêmica e à sociedade em geral no sentido de repudiar a manutenção de um presidente da república que, tendo chegado ao poder por vias indiretas, promove um ataque sem precedentes a direitos trabalhistas e previdenciários historicamente constituídos. A chamada reforma trabalhista, que atualmente tramita no Senado, é um claro desmonte das possibilidades de garantias mínimas da qualidade de vida do trabalhador, fazendo prevalecer o negociado sobre o legislado em um país com profundas desigualdades socioeconômicas e um alto contingente de mão-obra desempregada. Entendemos que se trata de um completo desmonte dos direitos da classe trabalhadora, bem como a legalização de relações extremamente precárias de trabalho, com repercussão mais catastrófica para os segmentos historicamente desfavorecidos, como as mulheres e profissionais autônomos. Já a chamada Reforma Previdenciária, PEC 287, visa promover um esfacelamento da Seguridade Social, conquista da sociedade civil organizada, que pactua um sistema previdenciário solidário. Essa contra-reforma ainda prevê o aumento dos tempos de contribuições, equiparando trabalhadores com particularidades historicamente reconhecidas. De acordo com o boletim dos consultores legislativos do Senado Joana Mostafa e Mário Theodoro divulgado na semana passada, se essas novas regras estivessem em vigor, 40,6% dos contribuintes urbanos não teriam acesso à aposentadoria. Entre as mulheres, 56% não teriam acesso ao benefício. Entendemos essa tentativa de ataque à previdência como modo criminoso de transferência dos fundos previdenciários para as mãos dos rentistas e exigimos uma auditoria popular da chamada dívida pública na qual se apóia essa medida. Tais ataques são modos de viabilizar a imposição de um teto de limite de gastos que congela por vinte anos investimentos em setores fundamentais para o desenvolvimento e soberania do Brasil tais como saúde e educação, primeira grande medida de um governo que só poderia se efetivar através de um golpe jurídico-político-midiático. Junte-se a isso uma agenda ultra-conservadora e autoritária que passa a vigorar nas casas legislativas e avançam contra direitos das chamadas minorias. O executivo tem realizado ainda, mediante portarias, mudanças que deveriam ser amplamente discutidas em regimes de assembleias, tal como a Reforma do Ensino Médio, que torna ainda mais difícil ao estudante de baixa renda o acesso ao ensino público superior, além de cortes de verbas para setores como a cultura, ciência e tecnologia que praticamente inviabilizam a existência dos ministérios gestores. Diante desse cenário de retrocessos, ainda temos que conviver com denúncias gravíssimas que tornam o senhor Michel Temer investigado no Supremo Tribunal Federal por corrupção e tentativa de obstrução da justiça, ao mesmo tempo em que observamos diversas tentativas de se cercear a operação Lava Jato. O Congresso Nacional, que conta com grande parte de seus deputados igualmente investigados, segue ignorando os pedidos de impedimento que foram protocolados diante dos últimos acontecimentos. Entendemos que os três poderes constitucionalmente constituídos pelo povo brasileiro não podem ser impermeáveis aos apelos que, nas ruas, por meio de mobilizações e paralisações, têm cobrado o fim desse governo ilegítimo e a convocação de eleições diretas. Também repudiamos veementemente a repressão violenta promovida pelas polícias militares estaduais, bem como as convocações arbitrárias de forças de repressão nacionais que tentam intimidar a livre manifestação dos brasileiros. Juntamo-nos aos nossos companheiros professores de todas as universidades públicas do Brasil nessa semana de mobilização, na construção da greve geral do dia 30/06, contra as “reformas” desse governo golpista e ilegítimo.

FORA TEMER!

DIRETAS JÁ!

Feira de Santana-BA, 26 de junho de 2017

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Programação completa

Segue abaixo a programação completa do V Encontro do Grupo de pequisa Subjetividade no pensamento contemporâneo (atualizada em 26/06/2017):


27.06.2017 – ANFITEATRO (Módulo II)


13:00h – Abertura do V Encontro e distribuição de material

13:50h – Encerramento da distribuição de material

14:00h – Mesa de Comunicações SARTRE / PSICANÁLISE

14h – O sujeito sartreano: subjetividade e objetividade
Marcelo Vinicius Miranda Barros
Graduando em Psicologia pela Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS)

14:25h – A escolha pelo sofrimento
Felipe de Oliveira Ferreira Santos
Universidade Estadual de Feira de Santana

14:50h – Subjetividade: O primeiro princípio do existencialismo em Sartre
Luciene Braga Ramos Borges
UEFS

15:15h – É possível localizar uma herança naturalista na metapsicologia de Freud?
Jilvania de Jesus Barbosa
Graduanda em Psicologia (UEFS)

15:40h – Freud e a objetificação do psiquismo: Uma discussão ancorada na filosofia de Heidegger
Fernanda de Jesus Almeida
Graduanda em Psicologia UEFS

16:05 – (Re)descrevendo o inconsciente freudiano: Uma proposta de Richard Rorty.
Orlando Guerra
UFBA

16:30 – Linguagem e subjetividade nos primórdios do pensamento freudiano
Professor Yonetane de Freitas Tsukuda
UEFS

16:55 – Quando o sintoma pode ser constituição de subjetividade
Professora M. ª. Ila Nunes Silveira
UEFS e Faculdade Anísio Teixeira.

17:30h – Lançamento do livro Laurina tecendo os fios do seu tapete
Professora e psicanalista Ila Nunes Silveira (UEFS)

18:30h – Lançamento do livro Impressões de Michel Foucault e Conferência de Abertura
Professor Dr. Roberto Machado (UFRJ)

20h / 22h – Mesa-Redonda FENOMENOLOGIA E CORPOREIDADE
Diálogo e alteridade na Prosa do mundo
Professor Dr. Matheus Hidalgo (UFS)

Subjetividade e reconhecimento na filosofia de Sartre
Professor Dr. Simeão Sass (UFMG)

A dimensão do erotismo no existencialismo de Jean-Paul Sartre: desejo, alteridade e consciência encarnada em O ser e o nada
Professor Dr. André Yasbek (UFF)


27.06.2017 – AUDITÓRIO 3 (Módulo IV)


14:00h – Mesa de Comunicações PODER E POLÍTICA

14h – Hipermodernidade e perda de sentido: Uma articulação com a psicanálise.
Lisa Santana.
UEFS

14:25h – Liberdade: Uma perspectiva foucaultiana
Ana Lúcia dos Santos e Santos
Universidade Federal da Bahia – UFBA

14:50h – O poder coercivo da autoridade política e a dessacralização do ato de fundação nas revoluções modernas
Reinaldo Batista dos Santos Filho
Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB)

15:15h – Engajamento empático, invisibilidade e reificação em Axel Honneth: Uma nova concepção de subjetividade na teoria do reconhecimento
Stefanie de Almeida Macêdo
Universidade Estadual de Feira de Santana

15:40h – Mesa de Comunicações SUBJETIVIDADE E LINGUAGEM

15:40h – Da incomunicabilidade dos sentimentos
Lucas Jairo Cervantes Bispo
Graduando em Filosofia Universidade Estadual de Feira de Santana

16:05h – O subjetivismo na epistemologia contemporânea
Professor Me. Ângelo Márcio Macedo Gonçalves
Universidade Estadual de Feira de Santana

16:30h – O sujeito transcendental no Tractatus de Wittgenstein
Juan Erlle Cunha de Oliveira
Graduando em Filosofia (UEFS)

16:55h – Configurações da subjetividade em Wittgenstein: Sujeito, Vontade e Linguagem
Professor Dr. Marcus José
UFAL


28.06.2017 – ANFITEATRO (Módulo II)


8:30h – Minicurso Paul Ricoeur: Ontologia e Hermenêutica
Professora Dra. Cristina Viana (UFAL)
Professor Dr. Roberto Lauxen (UESB)

14:00h – Mesa de Comunicações PROBLEMATIZAÇÕES DA IDENTIDADE

14:00h – Máquinas, linhas e produção: Subjetividade capitalística em Deleuze e Guattari
Deivison Warlla Miranda Sales
Pós-Graduando em Filosofia Contemporânea pela UEFS

14:25h – Esquizoanálise: Uma concepção estética da subjetividade?
Diego Medeiros Farias
Faculdade Nobre de Feira de Santana – FAN

14:50h – O problema do governo das condutas na contemporaneidade:
pastorado laico e Psicologia
Sandra Raquel Santos de Oliveira 

15:15h – As implicações psicológicas da supressão da sexualidade: Uma construção da identidade
Aderilson Anunciação de Oliveira
Graduando de Psicologia da Faculdade de Tecnologia e Ciências – Feira de Santana

15:40h – Modo de vida na filosofia de Espinosa: pode o homem constituir a própria existência?
Ana Carolina Costa Moreira
UFBA

16:05h – Práticas de gênero e de inovação nos estudos organizacionais: Em busca de uma agenda de investigação
Roberta Cristina Sawitzki
Doutoranda - PPGA/UFRGS

16:30h – A guerra entre Apolo e Dionísio: O ininterrupto nascimento do eu em Nietzsche.
Vinicius Pimentel Ferreira
Graduando em Filosofia Universidade Estadual de Feira de Santana

16:55h – Sobre a noção de “homens de exceção” na filosofia de Nietzsche: Elementos para novas possibilidades do cultivo de si
Professor Dr. Ildenilson Meireles
Universidade Estadual de Montes Claros/Unimontes

18:00h – Mesa-Redonda CRÍTICA DO SUJEITO

Umbigo do mundo: subjetividade na encruzilhada temporal
Professora Dra. Elizia Ferreira (UNILAB)

Deleuze e o sujeito leibniziano
Professor Dr. William de Siqueira Piauí (UFS)

O sujeito e a verdade a ser dita
Professora Dra. Giovana Temple (UFRB) 

20:00h – Mesa-Redonda GENEALOGIA E ÉTICA

O fascismo em novos tempos sombrios: as perspectivas de Foucault
Professor Dr. Marcos Silva (UFRJ)

Foucault leitor de Aristóteles: a temperança como expressão da liberdade
Professora Dra. Juliana Aggio (UFBA)

Kant na ética de Foucault
Professor Dr. Guilherme Castelo Branco (UFRJ)


28.06.2017 – AUDITÓRIO 3 (Módulo IV)


14:00h – Mesa de Comunicações FENOMENOLOGIA E CORPOREIDADE

14:00h – O metafísico no homem sertanejo ou da ontologia selvagem
Luize Santos de Queiroz
Mestranda em Filosofia pela UFBA

14:25h – Entre Artaud e Eagleton: Possíveis contribuições para o estudo dos
corpos com deficiência no século XXI
Samuel Marcilio Lopes de Oliveira
Mestrando em Desenho, Cultura e Interatividade – UEFS

14:50h – Saber-do-corpo na contemporaneidade: Cartografia e dança
Débora Ribeiro
Universidade Internacional da Integração da Lusofonia Afro-Brasileira – UNILAB

15:15h – O corpo que dança no mundo
Beatriz Borges Bastos
Discente do curso de História da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira

15:40h – Subjetividade em o visível e o invisível de Merleau-Ponty
Professora M. ª. Liamar Francisco
Instituto Federal de Bahia

16:05 – Corpoética: comunicação e educação
Professor Dr. João José de Santana Borges
UNEB

16:30 – Sujeito e subjetividade em Husserl
Professor Dr. Jorge Alberto da Costa Rocha
UEFS


29.06.2017 – ANFITEATRO (Módulo II)


8:30h – Minicurso Paul Ricoeur: Ontologia e Hermenêutica
Professora Dra. Cristina Viana (UFAL)
Professor Dr. Roberto Lauxen (UESB)

14:00h – Mesa de Comunicações ARTE E SUBJETIVIDADE

14:00h – O mecanismo cinematográfico do pensamento e a modernidade
Yves São Paulo
Mestrando em Filosofia pela Universidade Federal da Bahia (UFBA)

14:25h – Imagem, pensamento e câmera: Uma perspectiva deleuzeana sobre a relação entre subjetividade e cinema moderno
Maria Cândida Neres Batista
Graduanda do curso de licenciatura em Filosofia da UFRB

14:50h – Lispector e Heidegger: “A paixão segundo G.H.” e o conceito de angústia
Naiane Meireles de Almeida Bastos
PIBID/ UEFS

15:15h – Subjetividade e forma na literatura dramática ocidental: Sujeito-no-mundo e traços épicos
Alexandre Sales Macedo Barbosa
Graduando em Letras-Francês – UFAL

16:00 - Lançamento da tradução em língua portuguesa do livro
Paul Ricoeur: os sentidos de um vida, de François Dosse.
Participação do coordenador da equipe de tradução, Prof. Dr. Roberto Lauxen (UESB).  

18:00h – Mesa-Redonda COGNIÇÃO, TEMPORALIDADE E HISTÓRIA

Multiplicidade e desordem na filosofia bergsoniana
Professor Dr. Fernando Monegalha (UFAL)

Título a definir
Professor Dr. Márcio Miotto (UFF)

Reducionismo e Identidade dos Poderes Causais no Naturalismo Biológico
Professor Me. Maxwell Lima (UFAL)

20:00h – Conferência de Encerramento
Professor Dr. Roberto Machado (UFRJ)


29.06.2017 – AUDITÓRIO 3 (Módulo IV)


14:00h – Mesa de Comunicações HEIDEGGER

14:00h – A noção de subjetividade na filosofia de Heidegger
Grace Carla Fonseca de Oliveira Costa
UEFS

14:25h – Dasein e o sentido do ser em ser e tempo de Martin Heidegger
Natan Luiz Neri de Sousa
Graduando em Filosofia – Bolsista Pibic/FAPESB

14:50h – Dasein e o fenômeno: Notas sobre o método fenomenológico em ser e tempo
Crislane Barreto Santana
PIBIC/UEFS

15:15h – Dasein e sujeito: A mão e o gesto
Thiago Araujo Borges El-Chami
Universidade Estadual de Feira de Santana

15:40h – A significância (Bedeutsamkeit) aberta do Dasein
Professora Dra. Tatiane Boechat
UEFS


terça-feira, 20 de junho de 2017

Lançamento de livro (2)

O Grupo Subjetividade no pensamento contemporâneo convida para o lançamento da tradução em português do livro "Paul Ricoeur: os sentidos de uma vida". Ele ocorrerá durante o nosso V Encontro, no dia 29/06/17, às 16 horas, no Anfiteatro da UEFS.

quinta-feira, 1 de junho de 2017

Minicurso "Paul Ricoeur: Ontologia e Hermenêutica"

Informamos que as vagas do minicurso "Paul Ricoeur: Ontologia e Hermenêutica" são limitadas. As inscrições são gratuitas e estarão abertas a partir do dia 14/06, e se encerram no dia 21/06, ou quando acabarem as vagas. Para se inscrever basta acessar o blog do evento e seguir as instruções. Haverá lista de presença e certificado apenas para os participantes de 100 % do minicurso.

Para mais informações, clique aqui

Comunicações

Já está disponível a programação das comunicações aceitas pelo Comitê Científico do evento. Se você enviou sua comunicação e não recebeu resposta, favor entrar em contato pelo e-mail 5encontrosubjetividade@gmail.com